Porão da Leitura - 01


Nome: Respect
Autora: Natashia Kitamura
Site: All Time Fics
Gênero: Romance
Ano: 2012
Capítulos: 4
Sinopse: O respeito é gerado de acordo com as ações de cada um. Deseje-o ou ignore-o.


5tracks: Músicas para escrever - Playlist2

Guess who's back?
Pois é, não eu, mas sim a PLAYLIST! Dessa vez, com um tema mais comum e não tão fácil de ser escrito: Romance.  Segue aí, a listinha com um Top 5 de músicas para cenas melosinhas e água com açúcar para vocês.



5) When I Fall – After School
Olha aí, o AS chegou mais cedo dessa vez. Essa música tem duas versões, e eu prefiro a original porque aquele toque inicial do violão é uma coisa tão. É uma das poucas músicas delas que não é de corno e a letra é muito, mas muito bonitinha. Sem  contar o agudo da Raina (sempre essa linda) nos 0:08 da música, nossa, me arrepio toda. Geralmente eu uso pra primeiro encontro do casal, sabe? Não pra fazer aquela coisa avassaladora de amor à primeira vista (porque nem eu gosto), mas pra cenas mais fofinhas, mesmo. Aqueles encontros do acaso, na mesma turma de alguma matéria, ou numa cafeteria depois de um dia cheio de problemas. (Como em The coffee bean and tea leaf ) E se quiser ainda dá pra usar em cenas de reconciliação, mas eu ainda prefiro no comecinho.

4) Love is easy – McFly
Se você pensa que já viu uma música gay na vida, é porque nunca ouviu Love Is Easy. Feita para as fãs da banda, é uma coisa muito gay e fofa, mesmo. A letra mostra o amor como uma coisa simples, fácil, e natural. Geralmente eu uso em cenas que um dos personagens (ou os dois) está dando claros sinais de paixonite aguda, pensando demais no outro, sorrindo bobo demais e todas essas coisas que já conhecemos (ou não).

3) You Belong To Me – Grey Holiday
Rios de lágrimas, só isso que eu digo. Faz parte da trilha sonora do filme “Fireproof” (À prova de fogo) e a letra é simplesmente linda. Como no filme, é possível usá-la em cenas de reconciliação, depois de uma briga feia. E quando digo feia é feia mesmo. (Até porque, coisa besta e mimimi porque o cara não viu que ela cortou as pontas do cabelo não é classificado como briga, pelo amor do Senhor) O próprio toque inicial da música já dá indícios que lágrimas rolaram e que é preciso guardá-la pra uma cena em especial, porque sabe como é, música boa a gente tem que ter cuidado e carinho.

2) All About Us – He Is We
O clipe dessa música é simplesmente perfeito, sem tirar nem por. A letra da música não é aquela coisa de juras de amor eterno blábláblá, é como se fosse a união de duas pessoas as quais estavam quebradas e que agora, contam uma com a outra para se consertarem. (Ou pelo menos eu entendi assim, yay) Uso em cenas de pós-briga treta no momento em que um deles (ou ambos) decide deixar o orgulho de lado e procurar a pessoa amada para a reconciliação.

1)    Love Is Not A Fight – Warren Barfiled
Definitivamente, é a música da minha vida. Sem mais. É a música tema de “First Love” (e de quase todas as minhas histórias com Hyerin e Henry ). Feita também para o filme “Fireproof”, a letra (assim como o cantor xD) é tão linda que se analisar com cuidado, você chora. Warren usa de arranjos muito lindos que Jesus amado. Violão e violino juntos não dá, simplesmente. É aquela música que dá pra ser usada em qualquer que seja a cena de romance. Encontro, reconciliação, casamento, fim de texto, pós-briga, qualquer coisa! Se encaixa da melhor forma possível em inúmeras situações. Essa linda!  

See ya~

We were born for this;



Infelizmente, não é como se você pudesse nos parar.
Talvez você possa tentar, mas não vai conseguir.
Sabe como é, está no sangue, correndo nas veias, é mais forte do que nós.

Somos invencíveis, os donos do mundo, revolucionários.
Somos imortais.
Somos jovens.

Somos responsáveis por boa parte das revoluções da história do mundo.
Somos manifestantes, eternos lutadores dos nossos direitos.
Somos um povo, um gigante.

Nós vivemos como se o hoje fosse o último dia de nossas vidas.
Cantamos como se fosse a última música das nossas vidas.
Olhamos em seus rostos irritados e dizemos que se dane.

Vocês fazem as regras,
E nós as quebramos.

Afinal,
Nós nascemos pra isso.

Baseado em Born for This - Paramore

5tracks: Músicas para escrever -Playlitst1

Olha só quem estou de volta!
Dessa vez, com uma novidade. Há algum tempo venho pensando em fazer uma espécie de playlist por aqui, um tópico a mais no blog, mas nunca pensei como encaixar sem ser só as minhas músicas favoritas, mas sim com algo que envolvesse as razões pelas quais escuto as mesmas com bastante frequência. E então BAM! A ideia do tópico surgiu. Por que não conciliar música e escrita? Sei que a maioria ama escrever ao som de uma boa canção, inclusive há um gênero de fanfiction para isso, as songfics! As playlists do Just Running Away terão entre 3 a 10 músicas, com determinados temas a cada postagem e uma breve explicação de como a uso/usaria em cenas e descrições.

Sendo assim, para começar, venho até vocês com um Top 7 de músicas para cenas de: Drama. Ora, mas é claro! hahahaha (Acho que todos já sacaram a vibe drama queen que você anda Thiarlley, chega.)


5)    Simon – Lifehouse; 
Na verdade, eu nem sabia da existência da pobre música no meu computador. Baixei o álbum todo por folia e depois esqueci de ouvir todo, típico. O aleatório da vida me apresentou e foi quase que amor à primeira ouvida. Com ajuda da tradução, sempre que ouço vejo como uma crise existencial, dessa maneira. Quando seu personagem não aguenta mais os infortúnios que a vida anda lançando pra ele e está a beira de desistir. É a busca pelo seu antigo eu, sabe? A tentativa de se manter em pé quando seus pés estão feridos. Chega a ser engraçado o fato de que, sempre ouço, tenho a imagem da Hyerin (qual delas?) suspirando pesadamente e encarando o teto com lágrimas nos olhos.

4)    Savin’ me – Nickelback; 
Quase a mesma ideia da anterior, mas é o grito de socorro. Como o próprio nome já diz, é o famoso “me salve”. O clip é realmente tocante e utilizo quase sempre em cenas que o personagem precisa ir embora ou se sente abandonado. É a necessidade de ser salvo justamente pela pessoa a qual está deixando-o, inclusive é uma das músicas que mais me tocam. Tenho devaneios na Segunda Guerra Mundial ao ouvi-la porque pra mim é o que mais se encaixa. Pedidos de socorro mudos, uma ajuda que não chega.

3) Sem Radar – Ls Jack; 
Olha só, música nacional, pasmem! Velhinha, mas tá aí. Sempre gostei bastante dessa música, na verdade, a letra dá pra ter inúmeras interpretações, não só o romance. Foi a som dela que tive ideias maravilhosas para uma nova fanfiction de Cold Case e o tema principal é amizade. Acho que qualquer que seja a perda de alguém muito importante nos deixa “sem radar”, como a música diz. Na espera desse alguém voltar, mesmo que já se saiba que essa volta não vai acontecer.

         2) Lullaby – Nickelback; 
Música tema de “Three years” último texto do desafio das imagens postado. Canção de ninar tem quase o mesmo propósito das músicas 5 e 6. É quando o nosso querido personagem não aguenta mais tanto sofrimento causado (por nós, yay) pela vida que sempre lhe prega peças. É a música que estimula a liberação de lágrimas, o desabafo e todas essas coisas que se precisa fazer quando não se aguenta mais, ou acabará explodindo. Eu particularmente amo essa música, por mais de emo que possa parecer. Muitas inspirações me vieram por causa dela.

1)    Cried after putting on make-up – Jung Ah and Raina (After School);

Claro, não poderia faltar. Eu sei que vocês estavam sentindo falta de After School nessa lista, podem confessar. Olha, pra falar a verdade é uma música de menina que foi chifrada e tá achando ruim chorar porque borra a maquiagem. E ainda tá toda revoltadinha, aliás. Mas o arranjo desse piano, combinado com a voz rouca da JungAh e a calma da Raina, somando com o grito dessa última no fim da música: Meu Deus. E nem ‘tô falando isso por ser fã (mentira, tô sim. Yay), mas ao som dela eu consigo escrever qualquer que seja a dor/perda/sofrimento/angustia que precise. É piano, cara. E se for parar pra analisar, a letra até que é poética. Emo e de corno, mas ainda assim poética. Os agudos dos dois minutos e poucos com o sussurro dos quase três minutos e mais agudos logo em seguida me fazem arrepiar/chorar/querer colocar mais sofrimento na vida do personagem(coitado). Mesmo que não tenha muito a ver com a letra, foi uma das músicas temas de I still love you, onde a Raina (Hyerin, olha ela aí) é a personagem principal.

Isso aí, espero que tenham curtido!
See ya~