Poesia de sábado — Divagação;


DIVAGAÇÃO

Lindo teu sorriso sincero,
que aprecio.

Lindo teu olhar atraente, 
que me viu.

Linda tua boca delicada;
quando fala, quando cala.

Lindo teu rosto meigo,
que beijo!

Lindo teu cabelo,
solto em tranças,
como d'uma criança.

Lindo teu  corpo quente,
que acaricio levemente.

Lindo o teu andar,
como que a desfilar,
sobre uma passarela.

Lindo te ver, te amar, te querer;
Lindo sonhar, te beijar, te ter.

Triste acordar sem você,
Saber que é fantasia... ilusão.
Difícil dizer pro coração,
que te amar
só sonhando... sonhando.

Impossível aceitar,
que é impossível te amar
sem sonhar.


Escrito por: Rogério Santos.
30.01.1992
 __________________________________________________________________________

    

Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado! 
2 comentários
  1. Mano, atingiu rudemente essa </3
    Quem nunca se viu nessa situação com os crushs da vida?
    Mais um poesia linda e que facilmente nos pomos no lugar do eu lírico. Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priscila! Obrigado por sempre acompanhar o quadro Poesia de sábado.
      Não sei se fico feliz ou triste pelo texto ter te atingido, afinal, só divagar agradável rsrs

      Obrigado pelo elogio. Fico feliz que tenha gostado.

      Excluir