Poesia de sábado — Na praça 'whatsapp';


NA PRAÇA WHATSAPP


Em silêncio te acompanhei no Facebook,
Te curti, mas não cliquei, comentei no pensamento e não Compartilhei.
No Twitter te segui como Agente Secreto; Deu certo, amei, seu jeito, sua decência, sua moral,
No Instagram muita beleza, sem apelo sensual.
Consegui seu número com um pretexto adverso, de te mandar um poema, um verso, mandei, mas não te liguei.
Se te encontrava, elogiava:
Seus olhos fascinantes; em outro instante: Seu sorriso encantador;
Quase te chamei de amor.
Havia uma palavra para casa momento,Mas tudo era apenas no pensamento.
Até que uma noite te vi naquela praça, você estava uma graça, e eu pensei de falar contigo, mas deixei pra depois,
Não é tão fácil chegar de uma vez, para quem vive lutando com a danada da timidez.
Não teve abraços, nem beijos, só apenas, vontade, desejo.
E assim foi, nem mesmo um Oi.
Mas… na outra noite, lá estava você, no mesmo banco, na mesma praça,  e eu meio sem graça,
Agora disse um OI, sem imaginar sua reação ao perceber que seria eu.
mas você não me deixou esperar, logo me respondeu.
Tomei coragem e elogiei, seu sorriso, seu cabelo, seu olhar.
Foi bom ver seu "kkkkkk".
E assim são nossos encontros, elogios, carinhos, coração, beijos e as vezes 'tchau',
É mesmo muito legal,
Não apenas, um OI...
VIVO de papo, é CLARO, na praça, WHATSAPP, é mesmo sensacional,
Mas ainda falta coragem, fora das redes Sociais,
Sem OI, sem VIVO, sem TIM , sem CLARO, e fora da NET Quem sabe eu me declaro,
Sem FACEBOOK, sem TWITTER, sem INSTAGRAM, olhando dentro dos teus olhos, face a face, eu consiga, te conquistar,minha linda, minha princesa, sou seu fã.


Escrito por: Rogério Santos.
09.01.2016

 _______________________________________________________________________

Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado! 

0 comentários
Postar um comentário