#VLOG ― DE EU DE 15 PARA EU DE 20;


Tem tanto tempo que eu gravei vídeo que até esqueci como é que se fazia, acredita?! Mas, atendendo as inúmeras broncas que recebi dos queridos amigos que são uns lindos e apoiam o que eu faço, na semana passada lancei mais um vídeo no canal, o PRIMEIRO de 2016 (que vergonha, meu Deus) e o vídeo veio recheado de verdades de cinco anos atrás que no fim das contas eu só queria me enterrar no buraco mais próximo. 

De quem foi a ideia de fazer um vídeo com uma carta que escrevi em 2010, mesmo? Ah, minha... 

Confira os oito minutos de maior vergonha que passei de mim mesma em plena internet. Espero que goste que dê risadas com esse mico alheio. HAHA E juro que vou tentar marcar mais presença pelo youtube, é sério! Mas se quiserem culpar alguém, culpem a faculdade... é claro... 

Poesia de sábado — Só um milagre;

SÓ UM MILAGRE


Olho pra Você e vejo o quanto és bela,  
Cabelo lindo e esta pele cor de canela...
Uma verdadeira Princesa.
Boca bem desenhada, olhos fascinantes;
Mas um olhar vago desfaz seu semblante,
Um sorriso esconde tristeza.


Silêncio… Palavras incógnitas... mistério,
Fragmentos de uma história; relato sério!
Traços de sofrimento e dor,
Coração apertado, sufocado, algo a dizer…
“Relacionamento difícil, Impossível de viver”
Já não há gestos de amor.


Atitude impensada; uma decisão errada,
Te levou por este caminho; esta estrada;
E uma pedra parou você.
Sua carruagem de flores... virou pepino,
Os sonhos na realidade estão sumindo;
E não sabes o que fazer.


Faltam-lhe forças para poder continuar,
Falta coragem para dizer: quero parar;
Não é tão simples assim.
Você olha pra trás e até se arrepende,
Mas algo mais forte, e ainda te prende;
E você desiste de desistir.


Encontra-se em a uma encruzilhada,
Em meio a quatro caminhos, parada;
Abriu mão do que sonhou.
Pra viver uma nova e difícil realidade,
Lembranças, presente sem felicidade;
Seus sentimentos frustou.


“E agora José?” Já dizia o Drummond,
“A festa acabou” a música não dá som;
A situação é muito grave.
Existe doenças que o médico receita,
Há problemas que o psicólogo aceita;
A solução só um milagre.

Escrito por: Rogério Santos
18.06.16



 ____________________________________________________________________________
Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!

[COLABORAÇÃO] Somos namorados?

SOMOS NAMORADOS?!



Ei! Já comprou meu presente?
Ou Esqueceu que hoje é nosso dia?
Hãn!? Não lembra de mim? Que pena!
Eu nunca te esqueço… até comprei seu presente…
Vou te entregar hoje no jantar, isto é, se houver jantar...
Você me conhece, eu curto suas fotos no Facebook, te sigo no Twitter, eu até falo com você no Whatsapp.

Ainda não conseguiu me identificar?
Entendo, você é muito especial, tem muita gente te seguindo, pretendentes incontáveis.
Pronto vou te dar uma pista, somos amigos.
E aí? Sacou? Nada? Ah, é! Amizade é o seu forte, gosta muito de fazer amigos.
É! Tá difícil...

Bom, se você observar direitinho verá o quanto te olho, meus olhos não mentem, meu olhar expressa meus sentimentos por você. Todo mundo já percebeu, todos já nos veem como namorados, infelizmente só você ainda não, mas eu espero… um dia perceberá que esta pessoa que tanto você sonha, almeja, está bem mais perto do que você imagina, alguém que te ama, alguém que te admira, alguém que é totalmente fascinado por você.
Curto tudo que você faz, acho lindo sua dedicação ao trabalho, aos estudos…
Aos amigos...
Só falta prestar mais atenção em mim...


Feliz dia dos namorados pra nós dois!
Meu presente é você!
Nos encontraremos hoje no jantar... ?


Escrito por: Rogério Santos
12.06.16


 ____________________________________________________________________________

Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!

Poesia de sábado — Medo;


TEMOS MEDO


A sensação de que tudo pode dar errado nos apavora,
A sensação de que tudo pode dar certo também.
A incerteza deste momento,
os sentimentos devora.
O que fazer não sabemos.
A insegurança, desfaz a esperança
E neste enredo temos medo:

Medo da solidão,
Medo de uma nova paixão.
Medo de  casar,
Medo de separar;

Medo do primeiro emprego,
Medo de ficar sem emprego;
Medo de estudar,
Medo de ficar sem estudar;

Medo do risco,
Medo de não arriscar,
Medo de perder,
Medo de não jogar;

Medo de ficar fora da luta;
Medo de lutar
Medo de ir,
Medo de ficar;

Medo do presente,
Medo do futuro;
Medo de viver,
Medo de morrer.

Medo de acreditar,
Medo de ser incrédulo;
Medo de ser Cristão.
Medo de ateu.

MEDO DE SER DO DIABO
MEDO DE SER DE DEUS.

Escrito por: Rogério Santos
04.06.16



 ____________________________________________________________________________
Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!