Poesia de sábado — Nobre Profissão;

NOBRE PROFISSÃO


Meu filho, você estuda tanto! Vai ser um Doutor?
É pai! Vou sim! Vou ser um Doutor...!
Um Doutor Advogado, meu filho?
Não meu pai, Advogado não dá.
Não quero fazer Direito; Não pretendo advogar.

Huum! Então vai ser um Doutor Médico?
Não meu pai, esta área não me fascina,
É uma profissão maravilhosa, preciosa;
Curar e salvar vidas, mas não farei Medicina.

Então vai ser um Doutor Delegado?
Meu pai, admiro estes profissionais valentes.
Homens corajosos que defendem a gente,
Mas não tenho aptidão por este ofício honrado.

Ah! Já entendi... Meu filho quer ser um Doutor Juiz.
É meu pai, o Juiz é uma grande autoridade,
Respeitado, temido. Quem pode questionar o que ele diz?
Mas não é esta minha busca na verdade.

Não sei filho o que você quer ser então?
Tem certeza que vai ser mesmo um Doutor?
Tenho sim, meu pai, e talvez ninguém nunca me chame assim.
Mas todos os profissionais, de todas as áreas,
Antes de se formarem, passarão por mim.
Até mesmo o Doutor.

Diacho, filho! Que tal de Doutor vai ser você, então?
Explique aí, filho, me dê uma luz.
O velho seu pai não sabe não!
Quem ensinou aos Doutores que eu sei, foi o menino Jesus!

HAHA! Verdade meu pai! Mas eu vou mesmo ensinar:
Aos Doutores, Engenheiros, Advogados, Juízes, Delegados,
E demais profissionais em formação.
A todos que sonham, que almejam, que galgam  uma profissão.

Meu pai, é uma das profissões mais nobres.
Prepara o menino para ser um cidadão de bem.
Faz da criança, um Doutor.
Não importa as diferenças ou a condição que se tem,
Seja branco; Seja negro; Seja rico; Seja pobre,
Pra nós, todos têm o mesmo valor.

Esta é a profissão que escolhi, meu pai: “Pedagogia”.
Estou fazendo Mestrado; depois farei Doutorado.
Mas com muita alegria, serei sempre PROFESSOR!

É meu filho, não sabia que ser Professor
Era tão importante assim.
É pai, mas muitas vezes não somos reconhecidos.
Somos menosprezados, ignorados e esquecidos.
Mas nada disso nos faz desistir.

Seguiremos em frente com nossa missão,
Transformando vidas, imprimindo caráter,
Influenciando nas escolhas de um ser.
Este é o maior prêmio que podemos ter.
A mais bela e sublime valorização.

Obrigado meu pai, o senhor foi meu primeiro professor,
Sou feliz por escolher esta minha profissão.
São grandes os desafios, há muitas pedras no caminho.
Mas nada é tão satisfatório que uma vocação.

Esta é minha homenagem a você professor.   
                  
Escrito por: Rogério Santos
15.10.2016

____________________________________________________________________________
Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!
0 comentários
Postar um comentário