[COLABORAÇÃO] Melhores filmes de 2016 parte 2

Olá queridos leitores e leitoras que acompanham esse blog maravilhoso! Como dito no post anterior, segue a continuação da lista dos Melhores Filmes de 2016, espero que gostem. Por fim, quero desejar a todos um ótimo 2017 e que neste ano que se inicia logo mais, venha com muitas coisas boas, inclusive, excelentes filmes para assistirmos comentarmos. Sem mais delongas, vamos a continuação da lista.

Aventura/ Fantasia


Capitão América: Guerra Civil


É um bom filme onde dar para se divertir no entanto, seguiu o mesmo padrão dos últimos filmes da Marvel, com piadas desnecessárias. Particularmente, eu não gosto do excesso de piadinhas e a incoerência das piadinhas com o momento do filme. Pois, o tema é bastante sério e cada herói ter que escolher um lado e sair na porrada com o antigo amigo ou aliado para defender um partido, e teve muito humor (nem tão engraçado assim) desnecessário. Mesmo sabendo que é uma característica dos filmes da Marvel, incomoda na hora que quebra o gelo de uma cena de tensão. Ou seja, é aquela velha fórmula Marvel de fazer filmes.
Olhando como um todo, a minha opinião é que o filme é bom, nada mais que isso.


Batman vs Superman: A Origem da Justiça


Filme polêmico que dividiu e ainda divide opiniões, esse é um daqueles filmes que você ama ou odeia, não tem jeito. Eu particularmente amei o filme (mas isso não quer dizer que não há erros no filme. Sim, tem erros no roteiro).  Mas os três personagens que mais apareceram, me convenceram em suas atuações, BvS é aquele filme que toda vez que você assiste, percebe algo diferente e acha cada vez mais ousado. Nas últimas vezes em que assisti o filme consegui entender o porquê de tanta cara de choro do Superman, pois nesse universo da DC o homem de aço tem pouco tempo que está em ação, não mais que 2 ou 3 anos, é inexperiente e ainda não entende que não tem como agradar a Deus e o Diabo, um personagem que não entende seus poderes e qual a melhor maneira de usá-los. Sem contar a ingenuidade, que foi posta em cheque durante uma cena na trama, um personagem que algumas vezes se mostra inseguro, apenas mudando quando suas amadas são postas em risco. Por outro lado temos o Batman, um vigilante cansado e velho, que também, na sua insegurança e medo de algo superior como o Superman, conseguiu deixar se abalar psicologicamente, ficando "cego" para as possibilidades, em meu ponto de vista, deixando de fazer o que ele mais sabe, investigar, para entrar em uma briga comprada mais pela emoção, do que pela razão e o Lex, bom, a atuação insana dele já diz por si só, o cara foi FODA, para mim a melhor atuação...
Enfim, não deixe de assistir esse filme pelo amor de MARTHAAAA... (referência hahah)

Rouge One: Uma História Star Wars


Sou suspeita para falar de Star Wars, pois sou muito (muito mesmo) fã dessa franquia, mas se tem um filme que me deixou feliz e satisfeita foi esse.  O longa é um enorme “Fan service” onde tem uma narrativa com desfecho certo para “Star Wars Uma Nova Esperança”, e que dá outra importância aos conflitos desencadeados pela queda da República. Para vencer a repressão Imperial, a Aliança Rebelde segue um caminho de decisões militares difíceis e pouco honradas. Espiões e assassinos surgem das necessidades da batalha, sem idealismo. O que é muito bom, pois em nenhum filme da saga tinha mostrado esse lado errado dos rebeldes. Rogue One se justifica a cada momento dentro da história de Star Wars, atestando que essa é uma pequena parte de algo muito maior. Feito de fã para fã, é uma experiência de calorosos momentos de reconhecimento, em falas, aparições e detalhes que garantem uma experiência única.

Star Trek: Sem Fronteiras


O filme é bom, tem grandes efeitos especiais com destaque a estação espacial que é LINDA, realmente é impressionante ver a nave Enterprise acessar a estação. Fora a questão técnica, os atores são muito bons, há um misto de humor e ação que acrescentou muito na história. Vejo que este filme é sim uma mistura entre o primeiro e segundo desta nova etapa, o que é positivo na continuidade e nos parâmetros esperados. O ponto negativo é que o tema do filme não é tão grandioso, falta um roteiro que realmente seja impactante e talvez seja por isso que o filme não conseguiu ter um retorno muito bom nas bilheterias.

Obs: A melhor cena é quando começa a tocar Beastie Boys – Sabotage (Nesse momento eu e meu namorado começamos a “bater” cabeça no cinema rs)

Animais Fantásticos e Onde Habitam


O filme é muito bom. Posso dizer que saí do cinema com aquela sensação de satisfação, o que foi ótimo, pois estava com medo do filme não ser bom. Tem algo no ritmo que atrapalhou um pouco, fez o filme parecer que tinha 3 horas. Este foi um ponto questionável para mim, mas em nenhum momento o filme é ruim. Não posso deixar de citar os personagens, que todos, sem exceção, foram ótimas escolhas. O Grindewald ainda há muito há explorar, porém, não vi um Jack Sparrow na tela, o que pra mim já é um ponto positivo. Colin Farrel e Ezra Miller surpreenderam, principalmente o primeiro, que me deixou com um pé atrás com sua qualidade.
O 3D é fantástico, tão bom que saí meio tonta. O filme joga animais na sua cara, trazendo aqueles efeitos 3D que ficaram um pouco esquecidos nos filmes recentes. No mais, é um bom filme de começo, mas acho que o que vem será muito melhor do que este.

Aventura/ Drama


Os 8 Odiados


É Tarantino sendo Tarantino. Filme fantástico, sem mais. Um dos melhores do diretor. Os diálogos são escritos de tal forma que a tensão e suspense vão crescendo tanto até tudo ''explodir'' numa grande carnificina. Destaque também para o humor-negro, a trilha sonora e o suspense muito bem entrelaçados. O maior exemplo disso é na cena em que o Major descreve como matou e violentou o filho do velho. Conforme ele começa a contar a história o público na minha sessão foi abaixo em muitas risadas, mas logo a música tema começa a tocar e a tensão vai subindo até que todos ficaram em silêncio, e mais uma vez tudo ''explode'', desta vez com a morte do velho. Muito bom.
Também achei muito interessante o capítulo do flashback, que mostra a verdadeira identidade dos bandidos. Se por um lado toda a violência do filme soa como engraçada, como humor negro, nesse capítulo é exatamente o oposto, com os bandidos matando sem piedade todos os donos da hospedaria. As mulheres e o negro pedindo piedade foi um detalhe sensacional, pois ressalta a verdadeira natureza fria e violenta dos personagens.

O Regresso


Regresso é um dos mais belos filmes dos últimos anos, uma obra tensa, envolvente e deslumbrante que traz uma atuação visceral de um dos atores mais brilhantes da atualidade, que finalmente foi reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, conhecida por dar aos melhores filmes o tão desejado Oscar.
O filme é vendido por muitos como mais uma obra de homem contra a natureza, no entanto é mais que isso. A luta pela sobrevivência é parte importante da história, mas não mais importante que a poesia visual. O espectador é confrontado com cenas absolutamente brutais e muito realistas, algumas de tirar o folego, mas o que fica mesmo é o belo das belezas naturais utilizadas no filme.


Spotlight – Segredos Revelados


Filmaço. O jogo de câmera é excelente, a fotografia em tons pasteis dá um tom sério e até um pouco triste para a obra (afinal o tema é bem delicado), a montagem é ótima ao dar o tempo exato de tela para cada personagem, a forma como os acontecimentos se alternam e as várias montagens que demonstram o desenvolver das investigações dão um ritmo muito bom ao filme. A trilha sonora serve para dar um clima e é extremamente funcional, os diálogos são bem escritos e o roteiro nunca se perde em burocracias e termos técnico, coisa comum nesse tipo de filme. Além disso, cada personagem é bem desenvolvido e tem algo de sua vida pessoal a ser abordada, nunca se perdendo do foco da narrativa, já que tais arcos dramáticos são curtos, eficientes e sempre tem alguma ligação com o tema do filme, o roteiro também é certeiro ao criar personagens humanos, denunciar os atos animalescos daqueles criminosos (com detalhes de como os pedófilos agiam) sem nunca soar falsamente moralista. As atuações são todas muito boas, com destaque para Mark Ruffalo, que cria um personagem único, sempre disposto a dar o melhor de si para a investigação o ator se expressa com os olhos, com os lábios e com o corpo de um jeito diferente (provavelmente inspirado na pessoa na qual o personagem é baseado), porém Ruffalo nunca se torna caricato, construindo uma persona realista.

Em suma esses foram alguns dos filmes que assisti e gostei muito, espero que vocês gostem e em 2017 eu volto com mais indicações. Beijos de luz e um feliz 2017!

Escrito por: Bruna Freire

____________________________________________________________________________

Bruna Freire, 19 anos, estudante de Direito. Adora fotografar e é muito fã daquele velho e ótimo Rock and Roll. Completamente apaixonada por animais, livros, séries, filmes, HQs e por café, pois café é vida. Uma pessoa amavelmente bruta que admira sorrisos e olhares sinceros, mas principalmente adora à vida.

[COLABORAÇÃO] Melhores filmes de 2016;

Olá pessoas lindas, como vocês sabem o ano de 2016 está acabando (FINALMENTE) e eu estou aqui para mostrar uma lista feita por mim com os melhores filmes que assisti esse ano, o post será dividido em dois para não ficar extenso demais. Por fim, espero que gostem dessa lista, assistam os filmes e deem as opiniões. Ah, sim! Se faltou algum filme nessa lista e que você gostou muito, deixe nos comentários. Sem mais demora vamos lá.

 Animação


Zootopia - Essa Cidade é o Bicho


Para mim esse foi um dos melhores filmes de animação do ano. Eu adoro animações que expandem o público alvo para agradar adultos e crianças, pois tendem a ser mais inteligentes e terem uma profundidade maior. Essa animação em questão consegue transmitir críticas à sociedade de forma leve e sem exageros. A crítica utilizada no filme foi genial, ao apontar os padrões básicos que os animais principais do filme carregam historicamente, e a trama trata de quebrar esses esteriótipos muito bem. Além disso tudo, possui muitas referências a filmes e séries como O Poderoso Chefão, Star  Wars, Breaking Bad, Once Upon a Time, entre outros. Enfim, vale muito a pena assistir.

Procurando Dory


A Pixar mostrou, mais uma vez, que não fez a sequência por fazer. O retorno na bilheteria só mostra como os personagens são queridos. O filme, no entanto, não se sustenta nessa muleta. Há uma história, e uma boa história por trás. As mensagens que o filme busca passar é sobre aceitação, amizade, família, superação de desafios, deficiência, coisas que estavam presentes já no primeiro filme, mas que retornam ainda mais afiadas aqui. É um filme complexo, escondido debaixo de um filme fofinho. A sequência inicial, com os pais de Dory 'descobrindo' o seu problema, é sensacional. Junto a isso, o longa tem um visual impecável, uma trilha sonora primorosa e uma dublagem sensacional e pronto, você tem um filme excelente e uma sequência tão boa quando o original. Eu adorei.

Terror


Invocação do mal 2


O diretor James Wan retorna com seus protagonistas, Vera Farmiga e Patrick Wilson, numa continuação que menciona só por cima os acontecimentos do primeiro filme. O filme começa com os dramas mais íntimos do casal, sempre assombrado pelo preço pago por mexer com a paranormalidade. O primeiro é superior em relação ao medo e tensão que cria, mas a produção do segundo é sensacional, você consegue perceber como se preocuparam com mínimos detalhes e conseguem fazer a ambientação de época muito bem, faz a pessoa lembrar dos clássicos de terror. A cena na casa dos Warren você fica em dúvida se é o quadro ou o demônio foi muito bem feita, entre outras também. 

Comédia


Vizinhos 2


Para uma sequência de filme de comédia este me surpreendeu, pois o filme é muito bom. Eles conseguem manter o mesmo nível do primeiro, porém Vizinhos 2 consegue levantar discussões em um contexto bastante atípico. O filme é essencialmente feminino, pois demonstra o direito das meninas de não  quererem ser vistas como símbolos sexuais, ao mesmo tempo em que não condena quem assim deseja ser encarada. E a produção ainda aborda o comportamento homossexual com naturalidade o que, convenhamos, é raro (se não inédito) em um filme de gênero.

Caças-Fantasmas


Quem diria que um reboot de clássico iria ser tão maravilhoso?! (Há quem diga que foi péssimo, mas eu não compartilho da mesma opinião). É um filme muito engraçado e ousado, pois é sempre muito arriscado fazer um reboot de um clássico por conta dos haters. Consegue ser diferente de todos os outros Caças-fantasmas, pois não se limita a ser uma continuação do velho em nome da nostalgia, mas traz algo novo e muito bom, como o empoderamento feminino e outras coisas. Portanto, é um bom filme e que irá fazer você dar boas risadas.


Aventura/ Fantasia


Doutor Estranho


Eu adorei o filme, achei de verdade um dos melhores da Marvel. Visualmente é impecável, e as cenas de ação são muito boas, porém achei os alívios cômicos um tanto aleatórios que chega a dar raiva algumas vezes! Digo, não precisa ser sério o tempo todo, mas ficar fazendo piada a todo tempo não deixa o filme fluir e isso incomoda
O filme em si é ótimo, mas a Marvel bem que poderia ter uma noção de timing melhor, ao invés de ficar enfiando piadas a todo momento. Não precisa ter toda essa urgência em quebrar a tensão que a cena possui, as vezes fica bem mais natural quando as coisas fluem de maneira mais linear. Mas é um filme que vale a pena assistir.
Repito: o filme é ótimo, mas as piadas impedem que ele seja excelente...

Deadpool


O filme é muito bom! Dei ótimas risadas, as piadas são excelentes e todas as (mais de 50) referências a filmes diferentes, sejam elas mais discretas ou descaradas, funcionam perfeitamente. O mais legal desse filme é que ele foi feito com pouco dinheiro e teve um retorno absurdamente bom nas bilheterias, espero que tenha um Deadpool 2 e que seja melhor ou igual ao primeiro.

Eu sei que começou a ficar bom, mas o restante virá no próximo post. 
E aí, já imagina quais serão os próximos?

Escrito por: Bruna Freire

____________________________________________________________________________

Bruna Freire, 19 anos, estudante de Direito. Adora fotografar e é muito fã daquele velho e ótimo Rock and Roll. Completamente apaixonada por animais, livros, séries, filmes, HQs e por café, pois café é vida. Uma pessoa amavelmente bruta que admira sorrisos e olhares sinceros, mas principalmente adora à vida.


Poesia de sábado — Esperar;

ESPERAR


Esperar...
É certeza do amanhã;
Incerteza do momento,
Ilusão de ser feliz.

É acreditar na existência do invisível,
Enxergar o que muitos não veem;
É dar vida ao que não existe;
É viajar no tempo futuro...
E retornar no presente momento,
Da ilusão do esperar.

É saber criar do “nada” o “tudo”,
Do problema... a oportunidade;
Das dificuldades... uma solução, uma saída.

A convicção que penetra,
Sobre a dúvida e a desfaz;
A razão da própria FÉ.
É o sonhar da noite,
Sobre a realidade do dia.


Escrito por: Rogério Santos
30.03.1992
____________________________________________________________________________
Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!

Produtos para cabelos cacheados — Cremes de tratamento;

Alô alô, adivinha quem voltei com um post sobre cachos?
Como já falei no post anterior, muita gente me pergunta como eu cuido dos meus cabelos e, pensando em facilitar a comunicação entre todas nós, resolvi fazer algumas postagens com indicações dos cremes que eu utilizo, preço, essas coisas básicas que é sempre bom compartilhar (e saber quem usou e gostou pra não comprar e ter aquele azar). Desta vez, trata-se de cremes de tratamento



                                                   1. Creme de tratamento Cachos Perfeitos da TRESemmé

Quanto paguei: R$ 24,50
No post sobre finalizadores eu indiquei o creme de pentear da mesma linha e, sim, sou dessas que compra a linha toda de um determinado produto. Particularmente, não gosto muito de comprar cremes de 1kg, principalmente se for a primeira vez, porque tenho aquele medo de não dar certo com o cabelo e perder o creme - e o dinheiro. Mas com esse, graças a Deus, foi diferente. Meu cabelo SUPER adorou essa linha. É ótimo para misturinhas (geralmente, eu uso com hidratação de maisena e mel), mas também é tranquilo usá-lo sozinho, o efeito é sensacional e fica BEM definido. 

                                                  2. Creme de tratamento Babosa da UmidiHair

Quanto paguei: R$6,60 (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)
TÃO BARATO que eu fiquei com medo da vida conspirar e não dar certo, mas deu. Começando pelo cheiro que é bem gostosinho, comprei especialmente de babosa, pois meu cabelo tá fraquinho, elástico e caindo muito (e eu não tenho tempo nem coragem de fazer cronograma capilar). Assim como o anterior, é ótimo para fazer misturas e usar sozinho, além de ter um custo/benefício MARAVILHOSO. É o meu mais novo favorito sim ♥. 

                                                   3. Supreme Control 4D da Elseve

Quanto paguei: R$ 14,99
Comprei por conta de uma indicação indireta de uma amiga (oi,Thaíla) que me mandou fotos dos cremes que ela estava usando e esse me chamou a atenção. Ótimo para quem não quer muuuuito volume, já que dá uma controlada, sem deixar o cabelo murcho ou sem definição. Para quem faz cronograma capilar, pode ser usado na etapa de nutrição, pois tem manteiga de babaçu na fórmula.

                                                   4. Wave Max da Hinode

Quanto paguei: R$ 54,00
Um tiro no escuro e uma facada no peito. Comprei esse creme por insistência de uma amiga que é revendedora hinode e, trouxa do jeito que eu sou, não consegui dizer não. Porém, o creme é ótimo. Sempre o utilizei sozinho e sempre tive resultados favoráveis, cabelo hidratado e super definição. Pra mim, o único problema é o valor/quantidade, já que eu tenho m u i t o cabelo e, sendo de 250g por esse preço não compensa usar com frequência. 


Não sabe qual o seu tipo de cacho? Veja aqui.

Enfim, é isso, espero que você tenha gostado da indicação. Fico sempre muito feliz em ajudar e de saber que, cada vez mais, meninas e mulheres estão aderindo ao cabelo natural e se amando do jeito que são.  

[COLABORAÇÃO] Resenha — Orgulho e Preconceito;

Primeiramente me perdoem pela demora de fazer essa indicação, essa vida de universitária não é mole e em final de período então é muito pior, mas finalmente eu estou de férias e sendo assim poderei fazer mais indicações e colocar meus filmes, séries, livros, etc em dia. E como prometido no meu texto de apresentação, hoje eu irei falar sobre uma filme que foi inspirado em uma das obras de Jane Austen, para vocês apresento-lhes Orgulho e Preconceito.


Orgulho e Preconceito, o filme, foi lançado em fevereiro de 2006, possui 127 minutos de duração e foi dirigido por Joe Wright. Conta com atores ilustres como Keira Knightley, Rosamund Pike e Matthew Macfadyen.

Neste filme nós conhecemos a família Bennet, composta pelo patriarca e sua esposa e também pelas suas 5 filhas: Elizabeth (Keira Knightley), Jane (Rosamund Pike), Lydia (Jena Malone), Mary (Talulah Riley) e Kitty (Carey Mulligan).

Jane e Lizzy, são as mais velhas e também as mais sensatas Bennets da família. Jane é doce e inocente e está sempre disposta a acreditar no melhor das pessoas. Já Elizabeth (Lizzy), é inteligente, impertinente e sempre fala o que pensa, tais características a tornam a favorita de seu pai, e a filha menos querida de sua mãe.

Mary dedica sua vida aos estudos, enquanto Kitty e Lydia são bobas e fúteis, assim como sua mãe. Onde o maior objetivo de vida da Sra. Bennet é ver todas suas filhas casadas, de preferência com um homem muito rico, que além disso é dramática e extremamente exagerada. Já o patriarca da família Sr. Bennet, é um homem inteligente, porém bastante reservado.

Por isso, a chegada do solteiro Sr. Bingley (Simon Woods) à região causa alvoroço na família (principalmente aos nervos da Sr. Bennet). No baile de apresentação, ele não demora para se encantar pela mais velha das Bennets, Jane (Rosamund Pike). Enquanto as três mais novas pulam e dançam de um lado para o outro, Elizabeth (Keira Knightley) tenta em vão puxar conversa com o amigo do Sr. Bigley, o sério Sr. Darcy (Matthew Macfadyen). 


A minha primeira impressão de Sr. Darcy foi péssima, pois ele era muito esnobe e se achava superior a todos que não fossem da mesma classe social que a dele, mas logo depois mudei de ideia. Sr. Darcy é, sem dúvidas, um dos maiores ícones masculinos do romantismo inglês. Entre opiniões fortes e provocativas, ao longo da história, ele precisa passar por cima do seu orgulho para conquistar o coração de Lizzie. Rico, educado e culto, o personagem se desconstrói com o tempo e prova que, por trás de um homem cheio de “orgulho e preconceito”, há uma pessoa capaz de mudar por amor. Já Elizabeth Bennet é um exemplo a ser seguido. Questionadora, a personagem não se deixa levar pela opinião de sua mãe. Além disso, o que faz com que nos encantemos com a jovem é sua inteligência e seu jeito irônico de ser. Em meio a tanto livros e filmes em que os personagens são estereotipados e nunca erram, nos deparamos com uma mulher à frente de seu tempo e que, assim como todos, erra (isso em pleno século XIX). Elizabeth tem voz em uma sociedade na qual a mulher era submissa e se impõe quando sabe que está certa.

Enfim, é por esses e outros motivos que recomendo Orgulho e Preconceito, obviamente, a todos, sem distinção, especialmente para aqueles que gostam de histórias de amor, mas também para aqueles que não vê com bons olhos os clássicos, porque pode ser uma boa oportunidade para se aproximar e mergulhar no passado muito diferente do nosso, então prepara a pipoca e corre para assistir.


Curiosidades: Logo no início a personagem Elizabeth aparece lendo um livro chamado "First Impressions". Trata-se do título original dado por Jane Austen a "Orgulho e Preconceito", que posteriormente mudou de nome. Para quem gostou do filme e ficou com gostinho de quero mais, tem a série que BBC realizou em 1995 titularizada com o mesmo nome do filme e livro.
Até à próxima, beijos de luz.
Escrito por: Bruna Freire

____________________________________________________________________________

Bruna Freire, 19 anos, estudante de Direito. Adora fotografar e é muito fã daquele velho e ótimo Rock and Roll. Completamente apaixonada por animais, livros, séries, filmes, HQs e por café, pois café é vida. Uma pessoa amavelmente bruta que admira sorrisos e olhares sinceros, mas principalmente adora à vida.


Poesia de sábado — Como sol da manhã;


COMO SOL DA MANHÃ


Radiante como o Sol da manhã, ela chegou,
Como Lua Nova, atraiu todos olhares para si.
Com ar de poderosa, olhou em volta e sentou;
Um jovem, fascinado dizia: ela sorriu pra mim.

Se sentiu como Plebeu e ela a uma Princesa,
A danada da timidez chegou e o quis dominar,
Tentando o impedir de se dirigir àquela mesa;
De imediato reagiu tomou coragem, foi até lá.

Se conhecemos um pouco; bateram um papo,
Foi rápido, um momento; os fez parar o tempo
Pensando no futuro imediato, trocamos contatos.
E foi só, muito cedo pra se  falar de sentimentos.

Empreendedora com loja de roupas de academia,
Uma jovem simpática, agradável e muito especial
Prendada, decidida, inteligente, de mui sabedoria.
Na Universidade Tiradentes, cursa Serviço Social.

De onde é essa garota? Ipanema? Copacabana?
Não! Santo Antônio, é onde se pode encontrá-la;
Cidade de Aracaju, a belíssima capital Sergipana.
Morena, olhar atraente seu nome é Heloyse Mara.
                 

Escrito por: Rogério Santos
14.11.2016
____________________________________________________________________________
Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!

Comprinhas — AliExpress #2

A internet é um lugar ótimo para uma variedade de situações, principalmente para compras, com sua infinidade de produtos legais com preços em conta, além do frete (que as vezes é grátis, as vezes é uma facada). Mas é preciso tomar certos cuidados na hora de fazer uma compra, principalmente em lojas estrangeiras, para não acabar levando golpe seja não recendo o produto ou recebendo algo que não era o do anúncio. 

Pensando nisso, e lembrando das broncas que eu recebo de dona Priscila por não compartilhar certos achados, que resolvi trazer em mais um post, alguns itens que comprei no aliexpress e que tive sucesso seja no preço, no frete, no prazo (esse nem tanto) e no envio. Os produtos do post de hoje são do mundo geek e envolvem literatura e papelaria, digamos assim.

Foto de: Priscila Santos
Preço: U$ 0,65 (unidade) / R$ 4,55 (os dois)
Envio: 05/08/2016
Chegou: 12/11/2016


Demorou mais do que deveria, porém como se trata de produtos da China, já estava acostumada. Fiquei um pouco triste porque tinha escolhido um de cada modelo (já que o outro é de sereia) e no fim chegaram os dois do mesmo, mas como eu tinha comprado para presente e a dona adorou (oi, Priscila), no fim das contas deu tudo certo.
Opinião de quem recebeu: O metal é bem duro, não tem cara de que vai entortar. O pingente, pelo preço, é bem detalhado na florzinha de cima e o acabamento em ouro envelhecido não tem cara de que vai desbotar tão cedo. Os desenhos do cabo, dos dois lados, são bem feito. 



Preço: U$ 0,35 (unidade) / R$ 3,69 (os três)
Envio: 05/08/2016
Chegou: 16/11/2016

Demorou mais do que deveria igualmente. Comprei no início de agosto me iludindo que chegaria a tempo de presentear uma pessoa de aniversário no fim do mês, e só chegou um dia desses. Porém, o material é resistente, idêntico as fotos que mostram no site, além de ser uma coisa extremamente fofa, quase, quase que eu desisto de presentear e fico com esses negócios pra mim, quase.



Preço: U$ 0,88 / R$ 3,08 
Envio: 09/08/2016
Chegou: 22/10/2016
Linkhttps://pt.aliexpress.com/item/Agents-of-S-H-I-E-L-D-necklace-shield-badge-pendant-Marvel-The-Avengers-logo/32352869228.html?spm=2114.13010608.0.0.SU0oyr&detailNewVersion=&categoryId=200000162

Motivo de muito alvoroço quando postei a foto no instagram do blog, pois todo mundo queria saber onde eu tinha comprado e o valor. É um colar LINDO e exatamente igual ao da foto no site. O material do cordão que o sustenta também é resistente, o pingente é bem pesadinho. Eu comprei para usar como chaveiro, mas o tamanho é razoável para usar como colar mesmo. 

São esses os achados de hoje, espero que tenha gostado!
Prometo trazer mais achados por aqui. :D