[COLABORAÇÃO] Melhores filmes de 2016 parte 2

20:17

Olá queridos leitores e leitoras que acompanham esse blog maravilhoso! Como dito no post anterior, segue a continuação da lista dos Melhores Filmes de 2016, espero que gostem. Por fim, quero desejar a todos um ótimo 2017 e que neste ano que se inicia logo mais, venha com muitas coisas boas, inclusive, excelentes filmes para assistirmos comentarmos. Sem mais delongas, vamos a continuação da lista.

Aventura/ Fantasia


Capitão América: Guerra Civil


É um bom filme onde dar para se divertir no entanto, seguiu o mesmo padrão dos últimos filmes da Marvel, com piadas desnecessárias. Particularmente, eu não gosto do excesso de piadinhas e a incoerência das piadinhas com o momento do filme. Pois, o tema é bastante sério e cada herói ter que escolher um lado e sair na porrada com o antigo amigo ou aliado para defender um partido, e teve muito humor (nem tão engraçado assim) desnecessário. Mesmo sabendo que é uma característica dos filmes da Marvel, incomoda na hora que quebra o gelo de uma cena de tensão. Ou seja, é aquela velha fórmula Marvel de fazer filmes.
Olhando como um todo, a minha opinião é que o filme é bom, nada mais que isso.


Batman vs Superman: A Origem da Justiça


Filme polêmico que dividiu e ainda divide opiniões, esse é um daqueles filmes que você ama ou odeia, não tem jeito. Eu particularmente amei o filme (mas isso não quer dizer que não há erros no filme. Sim, tem erros no roteiro).  Mas os três personagens que mais apareceram, me convenceram em suas atuações, BvS é aquele filme que toda vez que você assiste, percebe algo diferente e acha cada vez mais ousado. Nas últimas vezes em que assisti o filme consegui entender o porquê de tanta cara de choro do Superman, pois nesse universo da DC o homem de aço tem pouco tempo que está em ação, não mais que 2 ou 3 anos, é inexperiente e ainda não entende que não tem como agradar a Deus e o Diabo, um personagem que não entende seus poderes e qual a melhor maneira de usá-los. Sem contar a ingenuidade, que foi posta em cheque durante uma cena na trama, um personagem que algumas vezes se mostra inseguro, apenas mudando quando suas amadas são postas em risco. Por outro lado temos o Batman, um vigilante cansado e velho, que também, na sua insegurança e medo de algo superior como o Superman, conseguiu deixar se abalar psicologicamente, ficando "cego" para as possibilidades, em meu ponto de vista, deixando de fazer o que ele mais sabe, investigar, para entrar em uma briga comprada mais pela emoção, do que pela razão e o Lex, bom, a atuação insana dele já diz por si só, o cara foi FODA, para mim a melhor atuação...
Enfim, não deixe de assistir esse filme pelo amor de MARTHAAAA... (referência hahah)

Rouge One: Uma História Star Wars


Sou suspeita para falar de Star Wars, pois sou muito (muito mesmo) fã dessa franquia, mas se tem um filme que me deixou feliz e satisfeita foi esse.  O longa é um enorme “Fan service” onde tem uma narrativa com desfecho certo para “Star Wars Uma Nova Esperança”, e que dá outra importância aos conflitos desencadeados pela queda da República. Para vencer a repressão Imperial, a Aliança Rebelde segue um caminho de decisões militares difíceis e pouco honradas. Espiões e assassinos surgem das necessidades da batalha, sem idealismo. O que é muito bom, pois em nenhum filme da saga tinha mostrado esse lado errado dos rebeldes. Rogue One se justifica a cada momento dentro da história de Star Wars, atestando que essa é uma pequena parte de algo muito maior. Feito de fã para fã, é uma experiência de calorosos momentos de reconhecimento, em falas, aparições e detalhes que garantem uma experiência única.

Star Trek: Sem Fronteiras


O filme é bom, tem grandes efeitos especiais com destaque a estação espacial que é LINDA, realmente é impressionante ver a nave Enterprise acessar a estação. Fora a questão técnica, os atores são muito bons, há um misto de humor e ação que acrescentou muito na história. Vejo que este filme é sim uma mistura entre o primeiro e segundo desta nova etapa, o que é positivo na continuidade e nos parâmetros esperados. O ponto negativo é que o tema do filme não é tão grandioso, falta um roteiro que realmente seja impactante e talvez seja por isso que o filme não conseguiu ter um retorno muito bom nas bilheterias.

Obs: A melhor cena é quando começa a tocar Beastie Boys – Sabotage (Nesse momento eu e meu namorado começamos a “bater” cabeça no cinema rs)

Animais Fantásticos e Onde Habitam


O filme é muito bom. Posso dizer que saí do cinema com aquela sensação de satisfação, o que foi ótimo, pois estava com medo do filme não ser bom. Tem algo no ritmo que atrapalhou um pouco, fez o filme parecer que tinha 3 horas. Este foi um ponto questionável para mim, mas em nenhum momento o filme é ruim. Não posso deixar de citar os personagens, que todos, sem exceção, foram ótimas escolhas. O Grindewald ainda há muito há explorar, porém, não vi um Jack Sparrow na tela, o que pra mim já é um ponto positivo. Colin Farrel e Ezra Miller surpreenderam, principalmente o primeiro, que me deixou com um pé atrás com sua qualidade.
O 3D é fantástico, tão bom que saí meio tonta. O filme joga animais na sua cara, trazendo aqueles efeitos 3D que ficaram um pouco esquecidos nos filmes recentes. No mais, é um bom filme de começo, mas acho que o que vem será muito melhor do que este.

Aventura/ Drama


Os 8 Odiados


É Tarantino sendo Tarantino. Filme fantástico, sem mais. Um dos melhores do diretor. Os diálogos são escritos de tal forma que a tensão e suspense vão crescendo tanto até tudo ''explodir'' numa grande carnificina. Destaque também para o humor-negro, a trilha sonora e o suspense muito bem entrelaçados. O maior exemplo disso é na cena em que o Major descreve como matou e violentou o filho do velho. Conforme ele começa a contar a história o público na minha sessão foi abaixo em muitas risadas, mas logo a música tema começa a tocar e a tensão vai subindo até que todos ficaram em silêncio, e mais uma vez tudo ''explode'', desta vez com a morte do velho. Muito bom.
Também achei muito interessante o capítulo do flashback, que mostra a verdadeira identidade dos bandidos. Se por um lado toda a violência do filme soa como engraçada, como humor negro, nesse capítulo é exatamente o oposto, com os bandidos matando sem piedade todos os donos da hospedaria. As mulheres e o negro pedindo piedade foi um detalhe sensacional, pois ressalta a verdadeira natureza fria e violenta dos personagens.

O Regresso


Regresso é um dos mais belos filmes dos últimos anos, uma obra tensa, envolvente e deslumbrante que traz uma atuação visceral de um dos atores mais brilhantes da atualidade, que finalmente foi reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, conhecida por dar aos melhores filmes o tão desejado Oscar.
O filme é vendido por muitos como mais uma obra de homem contra a natureza, no entanto é mais que isso. A luta pela sobrevivência é parte importante da história, mas não mais importante que a poesia visual. O espectador é confrontado com cenas absolutamente brutais e muito realistas, algumas de tirar o folego, mas o que fica mesmo é o belo das belezas naturais utilizadas no filme.


Spotlight – Segredos Revelados


Filmaço. O jogo de câmera é excelente, a fotografia em tons pasteis dá um tom sério e até um pouco triste para a obra (afinal o tema é bem delicado), a montagem é ótima ao dar o tempo exato de tela para cada personagem, a forma como os acontecimentos se alternam e as várias montagens que demonstram o desenvolver das investigações dão um ritmo muito bom ao filme. A trilha sonora serve para dar um clima e é extremamente funcional, os diálogos são bem escritos e o roteiro nunca se perde em burocracias e termos técnico, coisa comum nesse tipo de filme. Além disso, cada personagem é bem desenvolvido e tem algo de sua vida pessoal a ser abordada, nunca se perdendo do foco da narrativa, já que tais arcos dramáticos são curtos, eficientes e sempre tem alguma ligação com o tema do filme, o roteiro também é certeiro ao criar personagens humanos, denunciar os atos animalescos daqueles criminosos (com detalhes de como os pedófilos agiam) sem nunca soar falsamente moralista. As atuações são todas muito boas, com destaque para Mark Ruffalo, que cria um personagem único, sempre disposto a dar o melhor de si para a investigação o ator se expressa com os olhos, com os lábios e com o corpo de um jeito diferente (provavelmente inspirado na pessoa na qual o personagem é baseado), porém Ruffalo nunca se torna caricato, construindo uma persona realista.

Em suma esses foram alguns dos filmes que assisti e gostei muito, espero que vocês gostem e em 2017 eu volto com mais indicações. Beijos de luz e um feliz 2017!

Escrito por: Bruna Freire

____________________________________________________________________________

Bruna Freire, 19 anos, estudante de Direito. Adora fotografar e é muito fã daquele velho e ótimo Rock and Roll. Completamente apaixonada por animais, livros, séries, filmes, HQs e por café, pois café é vida. Uma pessoa amavelmente bruta que admira sorrisos e olhares sinceros, mas principalmente adora à vida.

Leia Também:

0 comentários

ATENÇÃO:

O conteúdo aqui postado é de responsabilidade de seus respectivos autores e fica proibida a reprodução de qualquer publicação sem o consentimento dos mesmos e/ou sem os devidos créditos, sendo considerado PLÁGIO.

ARQUIVO DO BLOG

ACOMPANHE NO INSTAGRAM: @APENASFUGINDO