Poesia de sábado — Teu olhar;


TEU OLHAR


Que olhar fascinante,
Atraente, sedutor;
Olhar célere, ligeiro.
Todo instante quero vê-lo
Este olhar cheio de amor.

Não há frases, palavras,
Mas se ver muita expressão;
Este olhar bem cativante,
Um convite ao romance,
Diz o que sente o coração.

Quisera eu te conquistar.
Acredito, teria chance,
Mas hesitei em te falar,
Te querer por um instante,
Só iríamos nos machucar.

Este olhar irresistível
Me faz perder a razão,
Preciso dele fugir
Para não ser atingido
Pela danada da paixão.

Como um milagre,
Você foi pra longe
Não vejo mais teu olhar
Alivia a minha alma
Já que não posso te amar.

Escrito por: Rogério Santos
07.06.16

____________________________________________________________________________

Rogério Santos, entre 40 e 50 anos, mas num sou velho não, viu?! Representante comercial, radialista, escritor quando dá certo e pai da dona desse blog! Já fui poeta um tempo, mas o tempo agora é outro que me falta. Ah, tempo danado!
0 comentários
Postar um comentário