Especial post ― Sarau do Tio Varoni;

É isso aí, amigos, as férias chegaram! Peço desculpas pelas poucas postagens nesse mês, mas as provas e trabalhos me consumiram de um jeito que vish! Mas estou viva, no fim das contas. Enfim, o post de hoje é daqueles bem pessoais e cheio de coisinhas fofas! Tivemos a última aula de Linguagens e Mídias, disciplina dada pelo professor Pedro Varoni que já foi citado aqui antes no último texto do Desafio das Imagens; uma espécie de sarau, contou com música e poesia, além de um feat com o professor Álvaro Muller, que apareceu em meio à nossa farra e adentrou nela. Apesar da falta de boa parte da turma, afinal, quem tem disposição as oito horas da manhã do primeiro sábado pós-provas? Fora uma manhã bastante proveitosa e gostosa, com direito a risos e desafinadas que as vezes eram passadas despercebidas, as vezes não. Trarei o texto que eu fiz especialmente para essa aula e, algumas fotinhas, porque a vida pediu assim.

Pedro Varoni e sua banda (da esquerda pra direita): Rafael Mineiro (ukulele/violão), Jhones (violão), Léo (vocal), Pê Jota (assessoria), Thithi (tiete), Varoni (voz, violão e boss), Marcos (empresário), Jess (vocal e tiete líder) e Tio Alvinho (voz e violão contratado).


Linguagem é o sistema através do qual o homem comunica suas ideias ou sentimentos; Mídias nada mais são do que os meios de comunicação em massa. Pedro Varoni, que aqui significa um professor tímido de poucos cabelos; Aquele que sabe ouvir sugestões e críticas, que compartilha suas experiências, que leva os nomes do jornalismo sergipano para um papo maravilhoso em sala de aula, de veterano para calouro. 
E o que poderia resultar da junção dessas três coisas? Bom, a resposta é mais fácil do que se imagina. Aulas dinâmicas, boas risadas, ótimo aprendizado e bons conselhos; Dividir experiências fazer conhecidos personagens inusitados de todos os cantos desse Sergipe, ou talvez do Brasil e porque não, do mundo! Essa junção nos ensina a comunicar, através dos meios de comunicação, levando às massas a possibilidade de partilhar suas ideias, sentimentos, articulando o elemento substancial à civilidade de uma nação: sua linguagem. 

A. mi. go (s): Indivíduos que sabem tudo sobre você e ainda assim te amam; São aqueles que guardam os próprios problemas no bolso para ouvir ou ler os seus; Utilizam de xingamentos como apelidos carinhosos e fazem piada dos seus defeitos; Fazem chamada coletiva no Skype de madrugada para te ensinar o assunto da prova que acontecerá poucas horas depois; Dividem chocolate mesmo contra a própria vontade e te obrigam a dividir o seu chocolate contra a sua própria vontade; Reclamam de como você demora pra comer; Utilizam seu celular como câmera pessoal e você utiliza os deles como sua câmera pessoal; Te elogiam da forma mais inusitada possível e gravam vídeos seus dançando como material arquivado para futuras chantagens; Te mandam o trabalho pra você corrigir, mesmo que você não possa abrir no momento e ainda reclamam se você demorar a devolver. Aqui, "amigo" possui inúmeras definições para uma palavra de apenas cinco letras, mas ao mesmo tempo, pode-se defini-la com uma única palavra, da mesma quantidade de letras. Aqui, "amigo" significa "vocês".
0 comentários
Postar um comentário