Especial post — Você tem amado da maneira certa?

19:22


         Não importa quantas vezes você veja um filme, ele vai sempre te trazer algo que você não viu antes. Já perdi as contas de quantas vezes assisti “À Prova de Fogo” (Fireproof, 2008 – Samuel Goldwyn Films e Affirm Films), mas da última vez que vi “por pedaços” na sessão da tarde, pude perceber exatamente uma coisa que nunca me tocara de forma tão profunda das outras vezes que vi. Algo relacionado a um sentimento muito falado, cantado e recitado pouco feito da maneira certa: o amor.
         Caleb Holt (Kirk Cameron) reclama para seu pai, pois tudo que fizera para salvar seu casamento com Catherine (Erin Bethea) está passando despercebido por ela; que por mais que ele demonstre querer continuar ao seu lado, ela diz olhando nos olhos dele que não o ama mais. John Holt (Harris Malcom) faz seu filho refletir sobre o real sentido do amor, perguntando à Caleb como ele julgaria aquela situação:


         Ao responder a própria pergunta e perceber o quão relacionado o seu problema e amor de Deus estavam, Caleb chega a ficar sem palavras e eu, em casa no meu sofá, cinco minutos antes de sair pra faculdade, também fiquei. É a coisa mais lógica que existe e ninguém nunca parou para analisar que, de fato, todos nós amamos errado. “Amamos” em momentos de felicidade, enquanto o outro estiver nos agradando e agindo de forma que nos faça bem. E isso se aplica a qualquer tipo de relacionamento, seja entre casal, pais e filhos, amigos... todas as formas de amor estão sendo vividas de forma errônea porque quando dizemos que será “na alegria e na tristeza” será só na alegria; Isso nos faz totalmente egoístas, porque nós amamos as outras pessoas para o nosso próprio bem e não para o bem de todos os envolvidos. Porque quando a melhor amiga começa a falar com alguém que não gostamos, então ela precisa parar de falar com aquela pessoa, caso queira continuar sendo sua amiga; Porque quando nós amamos o parceiro, dizemos “desde que você não faça isso ou aquilo”; Porque quando sua mãe te repreende sobre algo que você fez de errado, ela não é mais a sua mãe.
         Estamos confundindo amor com bem-estar e orgulho. Porque se de fato nós amamos, então não nos importaríamos de cessar uma briga ou evitar uma discussão. Não nos importaríamos de ir até o outro e dizer “me desculpe”; Não nos importaríamos de esperar um pouco mais para receber algo que queremos muito; Não nos alegraríamos quando alguém se dá mal em suas escolhas; Não sentiríamos ciúmes, não acharíamos que somos donos uns dos outros; não julgaríamos as decisões dos outros, mas as aceitaríamos. Se, de fato, nós amássemos da maneira que deveríamos, nenhum crime passional seria cometido; Filhos não iriam embora, irmãos voltariam a se falar. Preconceito não existiria, brancos, negros, pobres e ricos frequentariam os mesmos lugares.
         Por isso, é de extrema importância que se saiba o real sentido do amor para que este possa ser colocado em prática de maneira correta. E isso, a gente só consegue quando repousa os olhos em Deus. É nesse momento que a gente entende o real sentido da cruz e a razão a qual Jesus veio a este mundo. “Mas se Deus ama o mundo, por que tantas coisas ruins acontecem?” Porque ele nos dá escolha. Não somos bonecos, robôs, sims dos céus. Ele nos dá o direito de segui-lo por vontade própria, porque pudemos então entender qual a nossa missão enquanto filhos e seguidores. Não devemos amar porque vamos receber alguma recompensa, mas amar uns aos outros, estes merecendo ou não. Eles sendo ingratos ou não. Estes cuspindo na nossa cara ou não. Pois, Deus nos ama mesmo a gente não merecendo; Mesmo a gente o rejeitando; Mesmo a gente cuspindo em seu rosto

1 Coríntios 13. 4-8a
"Eu poderia falar todas as línguas que são faladas na terra e até no céu, mas, se não tivesse amor, as minhas palavras seriam como o som de um gongo ou como o barulho de um sino. Poderia ter o dom de anunciar mensagens de Deus, ter todo o conhecimento, entender todos os segredos e ter tanta fé que até poderia tirar as montanhas do seu lugar, mas,  se não tivesse amor, eu não seria nada. Poderia dar tudo o que tenho e até mesmo entregar meu corpo para ser queimado, mas, se eu não tivesse amor, isso não me adiantaria nada." 1 Coríntios 13. 1-3

Leia Também:

6 comentários

  1. Me imagine lhe dando uma salva de palmas em pé, pois é meu estado agora. (Mentira, estou sentada, mas entendeu, né?) Só li vdds. Incrível como não importa quantos posts você faça, você sempre vai me surpreender com a sua forma de escrita.
    Ai essa minha amiga jornalista ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ay! ♡ seus comentários sempre me deixando boba e com vergonha, para. HUHAUHA
      Fico muito feliz em te surpreender desse jeito e tantas vezes, farei o possível para te dar essa surpresa sempre! ♡

      Excluir
  2. Falar do amor, mas não apenas isso, falar de forma boa e coerente dele é algo raro nessa internet. Também não é fácil achar por aí pessoas que liguem esse amor que temos ao outro ao amor de Deus de forma convincente. Você os fez com eficiência, e além disso, com o coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lo! ♡
      Muito obrigada pelo seu comentário e por ter seguido o blog! Fico muito feliz por ter passado a mensagem exatamente da forma que pensei! Quando nos colocamos pra escrever sobre sentimentos é bem complicado porque não sabemos até onde podemos aprofundar o tema sem parecer dramático ou que estamos jogando tudo na cara do leitor. Por isso, fico realmente feliz (olha eu sendo repetitiva HAUHAUH) ao ler o seu comentário! Obrigada, de verdade! Aliás, seja bem-vinda ao Just Running Away! :D

      Excluir
  3. Da mesma forma que o filme, não importa quantas vezes eu releia esse post, vou refletir sobre algo diferente ou algum detalhe que ainda não tinha dado a devida atenção. Incrível como é tão fácil esse amar errado, mais incrível ainda é perceber como é comumente preferível à alternativa, já que amar certo exige bem mais de cada um. Admiro muito essa sua sensibilidade tão sincera, pois realmente, não é qualquer cristão que consegue falar de amor dessa forma.
    Ah, e só dizer que acho lindo como a senhorita sempre abastece de motivos pra eu ficar me gabando de vc pra os outros. Pq claro ué kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa linda de se ler! Mas o pior é que ainda acontece comigo, mesmo eu que fiz. A gente sempre vai ter um sentimento ruim que nos impede de amar os outros de forma correta. Vai sempre existir julgamento, orgulho, ciúme e todas essas coisas que acabam por afastar os outros e é sempre bom a gente fazer ma autoavaliação diariamente pra aprender a compreender o que de fato amor significa.

      SÇADLKAÇSKDÇLSKÇLK para de se gabar de mim, mano. Coisa feia (mentira, para não yay)

      Excluir

ATENÇÃO:

O conteúdo aqui postado é de responsabilidade de seus respectivos autores e fica proibida a reprodução de qualquer publicação sem o consentimento dos mesmos e/ou sem os devidos créditos, sendo considerado PLÁGIO.

ARQUIVO DO BLOG

ACOMPANHE NO INSTAGRAM: @APENASFUGINDO