Sim, você é racista;


Cento e vinte e sete anos após o fim da escravidão no Brasil, ainda  há pequenos e grandes (para não dizer enormes) indícios presentes na sociedade que mostram claramente que a igualdade entre brancos e negros não começou quando a Princesa Isabel assinou a abolição. Talvez, a igualdade entre pessoas com cores de pele diferentes nunca tenha existido. E por mais que isso pareça extremismo, só negros sabem o quanto um "simples comentário" pode ser completamente desnecessário e o quanto aquilo expressa exatamente o que o outro pensa.

"Mas isso é exagero", você diz.

Porém, se você usa o termo "da cor do pecado" para se referir a uma pele negra,
Então sim, você é racista.

Se você se espanta ao encontrar uma empregada doméstica de pele branca,
Então sim, você é racista.

Se você acredita que mulheres negras são símbolo de perdição e que exalam sexualidade, enquanto mulheres brancas são símbolo de pureza e delicadeza,
Então sim, você é racista.

Se você usa termos como "dia de branco", "só podia ser coisa de preto", "preto tem arte mesmo", "invejinha branca",
Então sim, você é racista.

Se você acha que mulheres negras não deve colorir o cabelo, usar batons e esmaltes vermelhos e de tons fortes,
Então sim, você é racista.

Se você acha normal o fato de que a maioria dos detentos nas penitenciárias brasileiras são negros,
Então sim, você é racista.

Se você já disse, ao menos uma vez, que "fulana é tão bonita para uma negra" ou "você é tão bonita, uma pena ser escurinha",
Então sim, você é (muito) racista.

Se você acha lindo pessoas brancas usando dreads, mas acha sujo e nojento quando pessoas negras usam,
Então sim, você é racista.

Se você lamenta o cabelo crespo da sua filha ao ponto de alisá-lo quando ela ainda era uma criança,
Então sim, você é racista.

O racismo escondido nas pequenas coisas dói tanto quanto o racismo nu e cru.
O racismo maquiado de um "elogio" ou de uma piada, não é brincadeira, não deve ser levado "na boa".
Racismo é racismo.

Somos racistas uns com os outros,
Somos racistas com nós mesmos,
Somos racistas.
E já passou da hora de mudar isso.
Já se passaram cento e vinte e sete anos para mudar isso.
0 comentários
Postar um comentário