Coloquei tranças box braids: e agora?


Se você me acompanha no meu Instagram pessoal (@thvldrs), já sabe do que se trata o post de hoje. Há alguns dias coloquei box braids, aquelas tranças desde o topo da cabeça; já era um desejo meu há algum tempo e, deixando as paranoias de lado, resolvi colocar (e amei). Mas antes disso, é claro, pesquisei bastante sobre o assunto, para cuidar certinho do meu cabelo nesse período. Assim, resolvi reunir neste post algumas das dicas que encontrei. Vamos lá?

dúvidas sobre tranças box braids

Como já falei no início do post, box braids são tranças que começam desde o topo da cabeça, juntando os fios com algum tipo de fibra sintética, deixando-os com um aspecto mais longo e, obviamente, trançado. Os materiais sintéticos usados são dos mais variados. Veja aqui as definições dadas pelo site todecacho:

– Jumbo: essa versão é a mais comum entre homens e mulheres. Isso porque ela é mais leve, mais fácil de encontrar e costuma ter um preço mais acessível também. Aliás, o resultado é simplesmente fantástico.
– Kanekalon: já pesa mais nos cabelos, não é tão fácil assim de encontrar e geralmente seu preço é um pouco mais caro. Entretanto, o resultado é divino e bem natural.
– Lã: seu grande diferencial são as box braids coloridas e estilosas. Se você busca algo nessa linha, então deve apostar sem medo no modelito. Além disso, a lã é mais leve e tem seu custo mais baixo. (esta também se aplica para linhas de crochê).

Eu optei pela linha de crochê, pois era o material mais comum por aqui, além de ter o custo benefício mais em conta. Comprei quatro tubos de linha preta (que acabou não dando, ainda bem que a trançadeira tinha em casa hahaha) que custaram R$ 16,80 ao todo. A mão-de-obra custou R$ 70 e eu fiz com Marcelle (que além de linda é minha prima ♥), do perfil @marcelleboxbraids (inclusive, tem foto minha por lá heh).

Como tenho MUITO CABELO, o processo demorou um pouco mais do que o esperado. Ao todo, foram onze horas para trançar todo o meu cabelo e fazer os acabamentos das pontas, tendo um total de 113 tranças, com comprimento até a cintura. Paramos apenas para almoçar e para eu ir ao banheiro duas vezes (necessário, né, gente). Se você é do tipo que fica impaciente com frequência, sugiro levar algo pra fazer; mas lembre-se que pior é para quem está trançando. Marcelle ficou as onze horas de pé.



Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Thiarlley Valadares (@thvldrs) em

Tá, mas e agora?

Vamos lá! O tempo máximo de duração com as tranças é de três meses, pois a raiz já cresceu um pouquinho, além de que o seu cabelo fica preso por todo esse tempo e precisa de um cuidado mais delicado. Além do mais, é preciso ficar, no mínimo, quinze dias com o cabelo natural para colocar as tranças novamente. E mais um aviso: no momento de tirar as tranças, cai bastante cabelo, mas não se desespere! Todos os fios que deveriam cair durante o tempo que você está com as tranças, acaba ficando preso dentro delas. Por isso, é normal a queda.

Se o seu cabelo tiver certo frizz tanto na raiz como nos fios, como o meu, é normal que alguns fios teimosos ou até mesmo as pontas escapem das tranças. Eu fiquei desesperada quando vi isso acontecendo, mas se a gente acostuma com o frizz normalmente, acostuma com ele nas tranças, certo? É importante dormir com fronha de seda ou lenço de cetim para garantir que os fios não entrem em atrito e, com isso, acabem frizzando mais.

A lavagem também era outra dúvida que eu tinha, mas foi facilmente resolvida! É importante cuidar do couro cabeludo, deixando-o sempre limpo, já que está mais exposto por conta das divisórias das tranças. Eu mantenho a rotina de duas a três lavagens por semana, com apenas shampoo na raiz e usando condicionador em uma das lavagens, na extensão das tranças. Vez ou outra – mais quando vou sair, mesmo – uso geleia capilar para camuflar o frizz, mas sempre tendo cuidado para evitar a raiz.


Nátaly Neri, embaixadora do YouTube e conhecia pelos seus vídeos sobre empoderamento negro, é trançadeira e no início do seu canal, lá em 2015, ela tirou algumas dúvidas sobre o uso das box braids, como lavar e cuidar. Confere aí nesse vídeo todas as dicas que ela passa:



Eu estou adorando as tranças e, mesmo tendo alguns contras, está sendo uma experiência ótima! Nunca tive o cabelo TÃO grande e o visual é completamente novo. Se você tem interesse em fazer e esse post te ajudou a tirar algumas dúvidas, fico feliz em ter contribuído! É sempre importante pesquisar ao máximo antes de uma mudança tão “drástica”, para evitar alguns desastres. HAHA

E aí, gostou do post? Tem alguma dúvida? Conta aí pra mim. :)

Você também pode gostar:

8 comentários

  1. Só queria dizer que você abalou minhas convicções homossexuais. Pq, porra, que mulher maravilhosa!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Amei seu cabelo, ficou lindo e tem que cuidar certinho. Vejo muita gente com as tranças e acho um charme.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vanessa! Obrigada pelo seu comentário. :) atualmente estou vivendo uma relação de amor e ódio HAHA o cuidado dá um pouquinho de trabalho, mas o resultado é lindo, né?

      Beijos

      Excluir
  3. Linda demais você amigaaaaaaa, arrasa demais

    ResponderExcluir
  4. Eu amei o texto! Você é muito diva, Thiii! 😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda, obrigada pelo comentário e pelo elogio, Mari! <3
      Beijos

      Excluir