#meus20anos — Duas décadas de aprendizado;



A tão conhecida música parabéns pra você era cantada pelos seus convidados e ela tinha um sorriso tímido no rosto enquanto batia palmas suaves e tinha os olhos fixados nas vinte velinhas sobre o bolo em formato de Cupcake gigante. Sua atenção era dedicada ao fogo brilhante que seria apagado em breve, não só pela vergonha que era claramente notada pelo rubro em suas bochechas, mas também porque o momento parecia ser longo o suficiente para fazê-la refletir em tudo que já passara por todos aqueles anos.
Aprendeu que decisões, por mais simples que fossem, quando tomadas da maneira certa, mudavam todo o rumo de uma vida. Aprendeu que não deveria deixar os outros ditarem como viver, pois as consequências dos seus atos não repousariam sobre os outros, mas sim sobre ela mesma. Aprendeu que um sonho, por mais pequeno e medíocre que seja, ainda é sonho. E que colocá-lo em prática sempre será uma dádiva, aquela sensação de realização, as expectativas sendo superadas, o gosto de ter um item da lista riscado.         
Aprendeu, da maneira mais difícil, como as atitudes alheias, algumas vezes, refletem diretamente em si e que mesmo não tendo nada a ver com o ocorrido, as pessoas ainda a julgarão. Aprendeu que apesar de dizer "Isso não é engraçado" com lágrimas nos olhos, os outros continuarão rindo, sem se importar se aquilo, de fato, magoará o seu coração ou se deixará marcas por tempo indeterminado. Aprendeu que basta uma pessoa para quebrar sua confiança, mas que precisará de muitas para reconstruí-la.
 Aprendeu que dançar apenas por dançar, para se divertir, não mudará em nada seu relacionamento com seu Deus e que Ele não a amará menos por isso.  Aprendeu que amor vai muito mais além do que estar presente de forma física; que o amor pode ser dado e recebido a quilômetros de distância, com tanta pureza quanto as demais formas. Aprendeu que escrever não é simplesmente escrever; é amar cada personagem inventado, traçar seus futuros, tê-los como filhos, amigos, irmãos. Aprendeu que amadurecer e crescer são coisas completamente diferentes e que, muitas vezes, precisa ser como uma criança em determinadas situações.
Aprende, todos os dias, a ter paciência e lidar melhor com pessoas e situações. Aprende a desconstruir preconceitos e mudar sua visão de mundo, visando um melhor relacionamento com os outros. Aprendeu que nada de ruim que lhes aconteceu fora culpa de Deus; que Ele, acima de tudo, fora um dos mais tristes com os ocorridos; Aprendeu que a fé pode ter sim um  fim; mas que Deus estará disposto a trazê-la de volta, todos os dias. Aprendeu a se amar. Aprende, todos os dias, como amar os outros sem julgamentos, ciúmes, cobranças; amar apenas por amar. Aprende, todos os dias, que enquanto não amar a Deus sobre todas as coisas, não amará ninguém da maneira certa.
E agora, diante das vinte velinhas ao invés de um desejo, ela traz em seu coração um agradecimento. Agradece Àquele que lhe dera a vida e os melhores momentos vividos nesta. Pede que Ele lhes dê mais 20, mais 40, mais 80, o quanto Ele desejar. Pede mais lutas, porque sem elas, a vida não teria a mínima a graça.

No mais, parabéns pra ela.
Ou melhor, pra mim. 




2 comentários
  1. No fim das contas aprendeu muito mais do que era ensinado...

    Parabéns novamente, amiga!
    E que você continue aprendendo. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mareana! ♥
      Acho que quando a gente aprende além daquilo que está sendo ensinado é tão maravilhoso!

      Obrigada, sua linda! Que possamos todos continuar aprendendo! ♥♥

      Excluir