Resenha #27 — 'Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos'; Porto de Lenha Editora

12:00

Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos Porto de Lenha
Título: Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos
Autores: Airton Souza, Alexandre Fonseca, Amanda Alcantara, Amauri Sales, Ana Claudia Brida, Ana Ferreira, André Guterres Garcia, Ariel Fonseca Pulsz, Arthur Henrique Abreu Rocha, Beatriz Abel, Bernardo Xavier da Silva Camara, Breno Pietz, Bruno Macedo, Christina Magella, Cláudia Fontenele, Claudia Lundgren, Cristiane Freitas, Diego Demetrius Fontenele, Dilma Mota, Eduardo Libório Rocha de Lima, Eliana Alves dos Santos, Emerson Donizetti Rabelo, Emilly Macario, Erika Nogueira, Evandro Nunes da Silva, Everaldo Martins Gomes, F. G. de Paula, Francielly de Almeida Fernandes, Francisco Medeiros, Francisco Xavier de Oliveira Neto, Gabi D’Angelo, Gabriel Mattos Rodrigues, Geliane Souza dos Santos, Geovana Milani, Gilberto Albuquerque, Heitor Soares Sanglard, Hta, J. da Mata, J.C. Marangoni, Janaira Rodrigues, Jania Souza, João Carlos, João Gabriel, João Romário Gomes da Silva, Joelma Santos, Jonnata Henrique, José Airton Mellega, José Carlos Boudoux, Joyce Lima, Joyce Soares, Julia Almeida Costa, Júlia Moraes Gomes, Laura Sodré Soares, Leda Antunes Rocha, Lenilson de Pontes Silva, Leomar Alves de Sousa, Lucas Verzani, Ludmila Oliveira, Luís de Oliveira, Luívia Oliveira, Marco Raposo, Marcos Alves, Maria Apparecida Sanches Coquemala, Maria Luiza Porto, Maria Marlene, Matheus Nunes da Silva Brito, Maurício Dias de Araújo, Mia Almeida, Milca Tirza Peracelli, Nereis Ribeiro, Neyd Montingelli, Paulo de Macedo Caldas Neto, Paulo Roberto Nogueira de Andrade, Rafael Lima, Raphael Cerqueira Silva, Raphael Marianno do Amaral, Raul Nicolas Dombek Coelho, Renan Brantes, Rodrigo Cristalino Bezerra da Silva, Rodrigo Ortiz Vinholo, Rojefferson Moraes, Salete Nascimento, Simone Chedid, Simone Moura, Thales Alves Aguiar, Thiarlley Valadares, Vanusa C., Wagner de Azevedo Aramian, Welisson Bernardi, Wlange Keindé
Páginas: 194 páginas
Editora: Porto de Lenha
Em homenagem a Mário de Andrade, a 4ª Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos reúne um total de 90 autores dos quatro cantos do país. 

Participar da Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos da Porto de Lenha Editora era um desejo forte desde 2016. Escolhia sempre o mesmo texto e sempre sofria com a quantidade de laudas e o valor da inscrição que ficava um pouco salgado. Mas esse ano, após uns momentos de bad (e a crônica foi, inclusive, postada aqui) resolvi tentar, com o texto de sempre, e não é que passei?

Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Porto de Lenha


A iniciativa da editora já está em sua quarta edição e conta mais de 90 autores em suas 194 páginas. O projeto é, na verdade, um prêmio onde o vencedor tem a oportunidade de lançar um livro solo pela Porto de Lenha. Infelizmente, não ganhei. Mas outras oportunidades virão e só o fato de ter – mais – um livro com um conto meu publicado já alegra o coração. Desta vez, numa editora a nível nacional. Quando os passos são mais árduos, o sabor da vitória é mais gostoso. (:



O texto publicado foi o “Três Anos” (aqui no blog com o nome em inglês, Three Years) e a maioria dos contos e poesias publicadas na Antologia seguem o estilo de drama, seja pessoal, romântico, familiar ou na amizade. Engraçado pensar que nós autores(as) costumamos escrever muito mais sobre dores (nossas ou não) do que alegrias. Talvez, a dor seja mais fácil de ser colocada em palavras – e, mais fácil ainda, de tocar as pessoas. O texto vencedor foi “O movimento leve” de Wlange Keindé e, sendo bem sincera, foi mais do merecido. O exemplar da Antologia contém contos e poesias incríveis, não gostaria de estar na pele dos juízes no momento da escolha. HAHA

“Há quatro anos, Henrique perdeu temporariamente sua capacidade de dançar, e desde então foi obrigado a suspender o balé. Parar com a única paixão verdadeira que já teve na vida. [...] A dança agora é sua maior ameaça. Mas é uma condição momentânea, de acordo com o médico. Quando Henrique se sente vazio, enterra isso na cabeça. Anos de repouso... ou uma vida sem nunca mais mover a perna esquerda. E ele tem que se contentar com essa expectativa a longo prazo.” – O movimento leve, Wlange Keindé. p. 17

O teor dos contos e poesias ser semelhante trouxe uma sensação agradável na leitura, apesar de a grande maioria tratar sobre dor. A dor é sentimento necessário na vida, mesmo que a gente não goste de admitir – e nem de sofrê-la. Porém, quanto mais falamos, escrevemos, gritamos a nossa dor, mais fácil se torna passar por ela. Para mim, essa foi a sensação durante a leitura: o livro é um grande compartilhar de dores. E isso foi bom.


Sou feliz por ter participado desta edição e espero participar de várias outras. O livro está disponível para venda no site da editora e também já está presente no skoob. Quem já leu ou tem interesse em ler, dá uma passadinha por lá e ajuda a fazer conhecida a arte de autores por todo esse país. Somos muitos(as) e, quanto mais nos apoiarmos, mais conhecidos seremos.  

Antologia de Prosadores e Poetas Brasileiros Contemporâneos Porto de Lenha
Também ganhei um certificado de escritora :)


Confira as redes sociais da editora: 
Facebook • Instagram  Site  Pinterest

Leia Também:

0 comentários

ATENÇÃO:

O conteúdo aqui postado é de responsabilidade de seus respectivos autores e fica proibida a reprodução de qualquer publicação sem o consentimento dos mesmos e/ou sem os devidos créditos, sendo considerado PLÁGIO.

ARQUIVO DO BLOG

ACOMPANHE NO INSTAGRAM: @APENASFUGINDO