Fui para a Bienal do Livro Bahia 2022

Este blog ressurgiu das cinzas como uma fênix manca e não teve cansaço de campanha que me segurasse, pois o surto veio e eu fui parar em Salvador na Bienal do Livro Bahia 2022. Foi loucura de gente doida nos dias pré-viagem, teve passagem cancelada em cima da hora, teve passagem vendida com o horário errado, teve choro e desânimo, mas no fim, foram dois dias INCRÍVEIS. Vem que o post de hoje é enorme e cheio realização.

Quem acompanhou os stories no Instagram já sabe do que rolou por lá. A Bienal do Livro Bahia 2022 aconteceu entre os dias 10 e 15 de novembro no Centro de Convenções Salvador e contou com atrações do Brasil inteiro. Eu confesso que não estava acompanhando e nem sabia das atrações, então fica aqui o agradecimento ETERNO a Letícia Monalisa, autora sergipana que já apareceu por aqui e minha amiga lindíssima pelo convite para essa viagem que foi maravilhosa.

O trio sergipano (Letícia, Arthur e eu) esteve na Bienal do Livro nos dias 12 e 13, sábado e domingo. Letícia e eu conseguimos credencial de autoras, o que garantiu passe livre para os dias que quiséssemos.

SÁBADO – 12/11

O sábado estava BEM CHEIO – segundo o perfil oficial, no dia 12 foram mais de 20k de pessoas – e nós curtimos o evento durante o dia todo. Letícia e eu levamos marcadores dos nossos trabalhos como autoras e eu também levei mini-marcadores do Nordeste Divulga, perfil no Twitter dedicado a divulgação de autores nordestinos que eu administro.

Agora vamos a um fato importante: O Pedro Rhuas, autor de ‘Enquanto eu não te encontro’ SEGUE (!!!!) o perfil Nordeste Divulga e sempre nos apoiou com RTs e posts. Eu sabia que ele estaria lá e queria muito conhecê-lo para entregar um dos nossos mini-marcadores. Assim que nós chegamos em Salvador, fomos para o Shopping Bahia, em frente a rodoviária, para almoçar. Estávamos os três na saída principal do shopping esperando o Uber para o airbnb, quem passa por nós? PEDRO RHUAS. Eu estava toda descabelada e fiquei encarando, mas não tive coragem de abordar HAHA.

Assista o vlog na Bienal do Livro Bahia lá no Tik Tok

Mas eis que Deus é pai, não é padrasto. Já na Bienal, nós saímos em turnê, encontramos amigas de Letícia, fizemos fotos, entregamos marcadores, conheci a Eduarda Short que já apareceu por aqui em resenhas também, e aí decidi ver no Instagram qual roupa Pedro Rhuas estava e já tinha chegado. Depois, Letícia me chamou para irmos nas cabines de vídeos de Tik Tok e então fomos. Eis que, perto das portas de saída, PEDRO RHUAS ESTAVA LÁ!! Conversei com ele, entreguei os mini-marcadores do Nordeste Divulga, agradeci pelo apoio que ele sempre deu ao perfil e fizemos fotinhas. Ele também tirou uma foto comigo NO CELULAR DELE!!

O sábado foi um dia muito leve e eu fiquei feliz demais por tudo que passamos. Cada sorriso, cada abraço, cada agradecimento das pessoas ao receberem nossos marcadores. Encontrei alguns seguidores do ND que vibraram ao me ver “eu já sigo você lá” e foi muito bom poder respirar literatura por um dia inteiro. Era o dia que Djamila Ribeiro estaria no Café Literário, a partir das 19h, mas Arthur e eu chegamos às 17h40 para a fila de senhas e a fila estava ENORME e já não tinha mais. Fiquei triste, claro, mas o dia tinha sido incrível e ainda teríamos o domingo para curtir.


DOMINGO – 13/11

Agora vamos falar de perrengues. A mesa com Lázaro Ramos era no Arena Jovem, no domingo, começava às 15h. A mesa era aberta e iriam distribuir 200 senhas para autógrafos a partir das 14h. Quando vi a fila da Djamila, no sábado, minha primeira preocupação foi: será que eu vou conseguir amanhã para Lázaro? E isso me deixou bem apreensiva, porque o nosso plano era turistar pela manhã e seguir para a Bienal a partir das 13h. Pensei, conversei, refleti e decidi abdicar do autógrafo e priorizar a palestra. Só de estar no mesmo espaço e poder ouvi-lo seria o suficiente.

Então, acordamos cedo, fomos para o Mercado Modelo, Elevador Lacerda e Pelourinho, que eram bem perto do nosso airbnb, como bons turistas que somos. Desocupamos o apartamento, entregamos a chave, e seguimos para o Shopping Bahia para almoçar (esse shopping inclusive virou o nosso point hahah). Depois do almoço, seguimos para o Centro de Convenções para a Bienal e eu corri para a fila para ver se ainda conseguia a tal da senha para autógrafos.

Cheguei 13h40 na fila e perguntei a um funcionário do evento se ainda tinham senhas disponíveis e ele disse: você é uma das últimas. Chegou um casal e o funcionário disse que depois deles, encerrava. Eu respirei fundo e pensei: só vou comemorar quando estiver com a tal senha na mão. Foi mais de uma hora de espera até que as senhas foram distribuídas e veio o baque: não tinham mais senhas. Mas eu respirei e continuei na fila, cheguei a pensar em sair e garantir o lugar na palestra, mas Thacy atrás de mim, disse “espere pra ver” (valeu, Thacy).

Algumas pessoas discutiram com funcionários usando o argumento de que só esperaram porque um funcionário disse que teria a senha. Ao que parece, algumas pessoas guardaram lugar para outras e isso atrapalhou a distribuição. Foram alguns momentos de discussão até que uma moça chegou e disse que, para resolver, mais 25 senhas seriam distribuídas. E eu consegui a minha.

A mesa com Lázaro foi INCRÍVEL! Ele falou sobre o livro novo ‘Você não é invisível’, lançado pela Editora Objetiva, seu primeiro YA. Fiquei num lugar bom para poder vê-lo e ouvi-lo e fiquei até as perguntas da plateia começarem e segui para a fila do autógrafo. A fila por si não demorou, mas Lázaro é esse ser humano maravilhoso: ele não só assinava o livro e mandava o fã embora. Ele conversava, ouvia, tirava foto ou a gravava vídeos se o fã quisesse, mesmo que a bienal tenha disponibilizado uma social media que pegava o celular e fazia vídeos e fotos. Lázaro também ia para os cantos, onde tinham fãs sem senha, e assinava livros e tirava fotos, porque ele é essa pessoa incrível e atenciosa que todos nós amamos.

Os autógrafos começaram cerca de 16h30 e a minha vez chegou 18h30. Ensaiei a fila inteira e quando ele olhou pra mim, deu tela azul e eu não sabia o que dizer. Lázaro é INCRÍVEL! Ele me abraçou, achou que já tinha me visto e pensou que eu era mais nova. Quando eu disse que tinha 27 anos, ele disse “ah, já tem bastante! Achei que era uns 19” e nós rimos. Brincamos sobre o meu nome, falei que era de Aracaju e que estava lá para vê-lo e perguntei se poderia dar um presente. Ele respondeu “Claro, é o seu livro?” e era. Entreguei o livro para ele, que perguntou sobre o que era e me agradeceu quando entreguei o exemplar de ‘Apenas Fugindo: o livro’ e perguntou se eu tinha autografado. “Muito feliz em conhecer você e o seu trabalho, colega autora” disse ele, com meu livro nas mãos. “Vamos tirar uma foto você com o meu e eu com o seu”, ouvi Lázaro dizer e nessa hora eu derreti.


Depois que a ficha caiu, eu só sabia chorar. Como contei no Instagram, Lázaro Ramos faz parte da minha vida e da minha trajetória como pessoa, escritora, leitora e jornalista. 'Na Minha Pele', lido em 2018 e favorito da vida, tem as marcas da idade de um livro muito folheado, mencionado e indicado por onde eu ando. Dizer que Lázaro Ramos é uma inspiração e uma referência para Thiarlley Valadares é como dizer que 2+2 são 4.

Veja o vídeo de como foi o encontro lá no Tik Tok

E a garota de Tobias Barreto, interior de Sergipe, que sempre o viu pelas telas da TV, do computador e do celular, não consegue conter as lágrimas ao se dar conta de que ganhou um abraço, uma gargalhada, uma brincadeira com o nome difícil, um beijo na cabeça e a HONRA de entregar, nas mãos dele, o exemplar de 'Apenas Fugindo: o livro' e de ser chamada de "colega autora".

Essa Bienal do Livro Bahia 2022 foi INCRÍVEL.

Você esteve por lá?
Conta aí como foi!

1 Comentários

  1. Letícia Monalisa - @leticiamonalisa_ que delícia esse post, me fez relembrar o final de semana em salvador. deu uma leveza para esses dias puxados. foi muito bom poder viver isso junto contigo, me dá força, sabia? pra comtinuar essa jornada de escritora e dar as caras mesmo.

    achei lindo demais todo seu depoimento emocionada pelo lázaro! você merece apenas o melhor, querida. um cheiro!!! 💖

    ResponderExcluir